Dropshipping: O Que é e Como Funciona Esse Modelo de Negócio

Descubra como montar um negócio lucrativo de comércio eletrônico sem precisar ter estoque próprio e nem realizar tarefas administrativas chatas. CONFIRA!


O Dropshipping se destaca por ser um tipo de negócio que não necessita de estoque próprio já que o grande desafio do empreendedor é conseguir dinheiro para investir.

Este é um modelo de negócio que permite a você trabalhar em casa e ganhar uma renda passiva, ao mesmo tempo que constrói uma grande marca para você.

Essa ideia de negócio é ideal para quem tem pouco ou nenhum dinheiro para começar.

A questão é que muitas pessoas ainda não sabem o que é o dropshipping ou como começar a trabalhar com isso.

Portanto, se você deseja empreender, mas tem pouco ou nenhum dinheiro para investir, continue aqui e conheça o Dropshipping e descubra como ele funciona.

➡ Baixar o ebook grátis: https://clike.me/ebookgratis

O que é o dropshipping?

O modelo de dropshipping funciona da seguinte maneira:

  • O cliente entra no site de uma loja e compra um produto
  • A loja entra em contato com o fornecedor
  • O fornecedor envia o produto para o cliente

Ou seja, a loja funciona como um mediador que atua entre o cliente e o fornecedor que não tem uma loja própria para vender seus produtos.

Dessa forma, o dono da loja ganha determinada porcentagem em cima do valor que o cliente comprou.

➡ Veja Também: Sites Para Ganhar Dinheiro Online

Lojas que atuam com o modelo de dropshipping

Para algumas pessoas, o dropshipping é uma enorme novidade, mas, na real, isso é uma prática já antiga.

Grandes empresas – especialmente internacionais – já têm investido nesse modelo de negócio digital há mais de uma década.

Empresas como eBay, Aliexpress e Amazon são um grande fenômeno nesse sistema.

No Brasil, várias empresas têm surgido e se firmado com o dropshipping, o caso do Mercado Livre é o mais conhecido, mas não para por aí.

Grandes empresas como Magazine Luiza e lojas Americanas, começaram a investir no modelo dropshipping após abrir suas lojas virtuais – e tem sido um grande sucesso.

Muitas pessoas compram através desses sites as vezes sem ao menos se darem conta de quem está enviando o produto não é a própria empresa.

O site da loja funciona apenas como um mediador.

Como as lojas já são conhecidas no mercado, como é o caso das lojas Americanas, o cliente confia que o produto é de qualidade e será entregue.

Além disso, se torna mais fácil encontrar em pesquisas na internet o produto em uma loja grande e de renome do que em uma loja que ainda não está firmada no mercado.

Então, mesmo que perceba que quem está vendendo é um outro fornecedor, o cliente dá um voto de confiança e adquire o produto.

Em alguns casos, como Aliexpress e Mercado Livre, por exemplo, a própria loja não envia nenhum produto e nem sequer tem um próprio estoque.

O site atua como um aglomerado de fornecedores que precisam de um espaço para divulgar produtos e captar clientes, realizando assim suas vendas.

Várias lojas assim têm surgido e cada vez mais tem dominado o mercado.

Outro exemplo é o famoso site enjoeei, que atua com a revenda de diversos produtos, mas com o formato de um “bazar”.

A ideia principal é o desapego, ou seja, venda de peças já usadas.

Mas muitas pessoas aproveitam o sucesso da plataforma para vender produtos completamente novos.

➡ Baixar o ebook grátis: https://clike.me/ebookgratis

Um negócio milionário que começou em um modelo dropshipping

Pode ser que você esteja pensando que pode até ser uma boa ideia utilizar de um sistema dropshipping para quem quer complementar a renda, mas não tem exatamente o sonho de ser um grande empreendedor.

Mas isso não é verdade.

Em 2012, a Nasty Gal, uma loja virtual norte-americana de roupas femininas, vendeu 100 milhões de dólares.

Em 2017, a Netflix comprou os direitos do livro #GirlBoss para contar em uma curta série a história da fundadora e CEO da Nasty Gal, a Sophia Amoruso.

Sophia começou sua carreira através do eBay, vendendo peças de roupas vintage que achava em brechós por uma pechincha.

O sucesso no começo foi tanto que pouco tempo depois ela abriu a própria loja e desde então não para de crescer.

Em 2014, ela abriu a primeira loja física em Lojas Angeles e hoje já conta com duas lojas físicas e em torno de 7 milhões de visitas no site, todos os meses.

Todo esse sucesso que movimenta milhões de dólares todos os anos, começou através da revenda de produtos no eBay, com o modelo de dropshipping e é um caso inspirador para aqueles que ainda enfrentam dúvidas se realmente vale a pena investir recursos, tempo e força de vontade em um negócio aqui.

Benefícios para quem vai ser fornecedor

A Sophia Amoruso começou como fornecedora no eBay, vendendo peças de segunda (terceira, quarta, quinta…) mão.

Ela comprava as peças por um preço extremamente em conta (poucos dólares), tirava boas fotos, compartilhava no site e conseguia vender por muito dinheiro. Afinal, não foi a toa que ela virou essa grande empresária.

Os benefícios de trabalhar assim, como fornecedor são vários e eu vou listar os principais para você:

  • Os gastos são poucos.

Abrir uma loja custa muito dinheiro!

Você precisa ter um site interessante, intuitivo e atrativo, um sistema completo para vender seus produtos, um design com identidade visual, uma equipe de marketing, manutenção…

Tudo que é necessário para manter um site ativo e funcionando.

E isso custa bastante dinheiro.

  • Você vai estar se beneficiando de uma loja já existente

As pessoas visitam o eBay, a Amazon, o Aliexpress justamente porque sabem que lá tem chances de encontrar uma grande variedade de produtos, porque conhecem outras pessoas que compraram por lá e deu certo, porque já ouviram falar desses sites!

Isso é um beneficio extremamente vantajoso.

É muito difícil conseguir alcançar um publico com um site novo, do qual ninguém ainda ouviu falar.

  • Você pode começar com o que tem

Para começar a vender no modelo de dropshipping você não precisa ter um investimento extremamente alto.

Você pode começar a vender o que tem condições de comprar.

Ou seja, não é necessário um estoque lotado de produtos, muito dinheiro para divulgação e etc.

  • Você não precisa vender em site de terceiros para sempre

Muitas pessoas acreditam ainda que ao vender como um fornecedor, você vai abrir mão de ter uma empresa própria. Mas isso não é verdade.

Como no caso da Sophia Amoruso, no qual ela começou a revender no eBay e conseguiu uma base tão sólida de clientes que quando abriu seu próprio site foi um grande sucesso de vendas – com os estoques acabando nas primeiras horas do lançamento.

Trabalhar com um dropshipping pode ser uma excelente chance de aprendizado para você sentir o mercado, entender como funciona, construir uma base sólida para então lançar o seu próprio site.

Enquanto isso você vende e lucra.

Dropshipping o que é e como funciona
Dropshipping o que é e como funciona

Benefícios para o site/ loja

Os benefícios de aderir ao sistema de droshipping, porém, não está somente com quem é fornecedor.

Afinal, se não fosse assim empresas como a Amazon não estariam em uma expansão tão enorme.

Se você já tem uma loja ou até mesmo um plano de negócios e tem imaginado como seria abrir espaço para fornecedores também poderem divulgar e vender produtos através do seu site, tem muitos benefícios com que você pode contar.

Alguns deles são:

  • Um estoque maior

As pessoas gostam de lojas que passam credibilidade, confiança e também diversidade.

Não é a toa que lojas como as Americanas acabam crescendo tanto.

Afinal, todo mundo sabe que é um espaço no qual pode achar de tudo.

Obvio que para uma empresa vender de tudo é necessário um gerenciamento muito complexo e um investimento brutal.

Portanto, se você tem pensado alto e quer ter uma loja no qual os clientes a enxerguem como uma referência para suas compras, vale a pena abrir espaço para que outras pessoas vendam.

Assim, sua loja estará oferecendo uma variedade ainda maior de produtos, sem gastos exorbitantes e, na verdade, você vai estar lucrando com essa expansão.

  • Você recebe em cima das vendas

Você não vai apenas estar abrindo o espaço de forma gratuita, obviamente.

Por estar cedendo o espaço de credibilidade para que os fornecedores possam vender e achar clientes, você vai lucrar com isso.

O seu trabalho é mínimo, tendo em vista que não é sua empresa que está com o estoque do produto e nem mesmo é ela que vai entregá-lo.

Sua loja apenas estará mediando as negociações entre o cliente e o fornecedor.

  • Aumento das visitas no seu site

Para quem trabalha com a internet, o número de visitas no site é extremamente importante.

Quanto maiores são os números, isso significa que maior é a sua relevância na internet.

Para uma loja, quanto mais produtos você tem para vender, mais procura pelo seu site você terá.

Mesmo que isso não se converta necessariamente em clientes, se transforma em visitas no site e o torna de relevância.

Claro que quando se trata do dropshipping alguns cuidados devem ser tomados.

Essa relação comercial deve ser bem especificada de modo que cada parte entenda exatamente quais são seus direitos e deveres.

Assim como também deve haver uma transparência com o cliente sobre com quem ele está comprando e o produto que está adquirindo.

Muitos clientes não se atentam ao fato de que podem não estar comprando na loja, mas com um fornecedor.

E isso precisa ser bastante claro.

Porém, analisando em um quadro amplo, esse é um modelo de negócio extremamente vantajoso.

Afinal, se não fosse grandes empresas nacionais e internacionais não estariam apostando nisso, né?

Esse é um modelo que não é novo, mas que mesmo assim não deixa de ser inovador e estar em expansão.

Você já conhecia?

Tem alguma dúvida sobre como isso funciona? Deixa seu comentário!

Dropshipping Baixe o ebook gratis
➡ Baixar o ebook grátis: https://clike.me/ebookgratis

Sobre o Autor

Diego Coutinho
Diego Coutinho

Criei esse blog para ajudar e inspirar as pessoas a agirem em suas próprias vidas.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito + três =